Portal do Cooperativismo Financeiro Sescoop/RS firma convênio com Mondragón - Portal do Cooperativismo Financeiro

Sescoop/RS firma convênio com Mondragón

Objetivo é propiciar o estreitamento das relações entre os movimentos cooperativos brasileiro e espanhol por meio de fomento a projetos de pesquisa

Mikel Lezamiz
Mikel Lezamiz de Mondragón

O Sescoop/RS e o centro de formação do Complexo Cooperativo Mondragón Otalora – Centro de Desarrollo Directivo y Cooperativo de Mondragon firmaram um convênio de cooperação no dia 29 de novembro. O objetivo é propiciar o estreitamento das relações entre os movimentos cooperativos brasileiro e espanhol por meio do fomento a projetos de pesquisa, além de promover e intercâmbio entre alunos e professores. O acordo foi assinado pelo presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergilio Perius, e pelo diretor de difusão da Cooperativa Mondragón, Mickel Lezamiz.

Para Vergilio Perius, é preciso dar ênfase à boa gestão cooperativa, por isso a realização do convênio. O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, testemunha da assinatura ao lado do presidente da Central Sicredi Sul, Orlando Müller, ressalta que, quando o assunto é formação e educação não se pode ter fronteiras. “Temos que ter capacidade de enxergar tudo o que está acontecendo no mundo inteiro e fazer alianças, criar mecanismos para buscar experiências externas. Mesmo que elas não se apliquem diretamente no Brasil, podemos aprender com esses exemplos e usá-los no País”, destaca.

Logotipo da MCC - Mondragon Corporação CooperativaComplexo Cooperativo – O diretor Mickel Lezamiz apresentou alguns dados sobre o Complexo Cooperativo Mondragón. Segundo ele, o grupo de 120 cooperativas reúne 86 mil trabalhadores e tem como objetivo gerar riqueza na sociedade mediante o desenvolvimento empresarial e geração de emprego, preferencialmente cooperativo. “As pessoas preferem trabalhar em Mondragón porque tendem a ganhar de 8 a 10% a mais que no mercado”, ressaltou. Além disso, o Complexo oferece estabilidade, formação, participação e promoção, entre outras vantagens em relação às empresas.

Um destaque do grupo é a intercooperação. Em Mondragón, o trabalho cooperativo ocorre de forma conjunta. Sendo assim, um associado que não tem trabalho na sua cooperativa durante determinado período, oferece seus serviços a outras cooperativas do grupo. Lezamiz definiu a estrutura do grupo como “um sistema integrado, onde cooperativas cooperam entre si e são sustentadas por quatro pés: educativo, financeiro, social e de pesquisas/ desenvolvimento”.

Saiba mais sobre Mondragón no link http://www.cooperativismodecredito.com.br/Mondragon_Corporacao_Cooperativa.php

Fonte: Ocergs

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.