Portal do Cooperativismo Financeiro Presidente da Central Cresol Baser participa de reuniões em Brasília - Portal do Cooperativismo Financeiro

Presidente da Central Cresol Baser participa de reuniões em Brasília

Vanderley Ziger, Presidente da Central Cresol Baser

O Presidente da Central Cresol Baser, Vanderley Ziger, esteve em Brasília de 21 a 25 de fevereiro, representando o Cooperativismo de Crédito da Agricultura Familiar em agendas com o Conselho Nacional de Economia Solidária – CNES.

Os encontros abordaram assuntos relativos às demandas de 2011, junto a Secretaria Nacional de Economia Solidária – SENAES, e ainda durante o período as Cooperativas de Economia Solidária também realizaram agendas com a Confesol, Sebrae, com o Ministério da Fazenda, Ministério das Cidades, Ministério do Desenvolvimento Social, MDA, MAPA, entre outros órgãos.

As agendas vão discutir e definir entre outras pautas as primeiras linhas para o Novo Plano Safra, onde o grande foco do debate está no plano que o Governo vem construindo visando a erradicação de pobreza extrema, onde as Cooperativas tem um papel fundamental como instrumentos de canalização dos programas que já existem e outras políticas públicas que irão surgir.

O tema da Habitação também está presente na pauta de discussão, entre as Políticas Públicas que são destaques para a Agricultura Familiar, onde a discussão de dá em uma forma de contratação de recursos para as construções de moradia no meio rural.

Economia Solidária

A economia solidária vem se apresentando, nos últimos anos, como inovadora alternativa de geração de trabalho e renda e uma resposta a favor da inclusão social. Compreende uma diversidade de práticas econômicas e sociais organizadas sob a forma de cooperativas, associações, clubes de troca, empresas autogestionárias, redes de cooperação, entre outras, que realizam atividades de produção de bens, prestação de serviços, finanças solidárias, trocas, comércio justo e consumo solidário.

Considerando a contribuição que a economia solidária oferece para a organização social e econômica nas mais variadas situações de exclusão e de vulnerabilidade, é fundamental que as políticas sociais do país incorporem ações de fomento à Economia Solidária e se articulem com a Política Nacional de Economia Solidaria.

Dentre estas políticas sociais, vale destacar em especial as de Segurança Alimentar e Nutricional, de Desenvolvimento Social e inclusão socio-produtiva, as de Emprego, Trabalho e Renda, as de Agricultura Familiar e Reforma Agrária, as de apoio aos Povos e Comunidades Tradicionais, as de Habitação e as de Saúde do Trabalhador e de Saúde Mental.

Fonte: Cresol Baser

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.