Portal do Cooperativismo Financeiro Ministério e Secretaria da Agricultura lançam Plano Safra 2011/2012 e Sicoob assina termo de cooperação - Portal do Cooperativismo Financeiro

Ministério e Secretaria da Agricultura lançam Plano Safra 2011/2012 e Sicoob assina termo de cooperação

Com a presença do governador Raimundo Colombo, a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, o Banco do Brasil e o Ministério do Desenvolvimento Agrário lançaram no dia 28 de julho, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, o Plano Safra 2011/2012. Na oportunidade, foram assinados termos de cooperação entre o Estado, o Banco do Brasil e o Sicoob SC, com o objetivo de financiar a próxima safra agrícola.

No caso da agricultura familiar, o Ministério do Desenvolvimento Agrário anunciou a disponibilidade de R$ 1,7 bilhão para investimentos e custeio das propriedades rurais. Ainda serão disponibilizados R$ 5 milhões para a assistência técnica e extensão rural, inclusive na área de gestão de agronegócios.

O vice-presidente do Sicoob SC, Francisco Greselle, que juntamente com o secretário Hermes Barbieri representou o sistema na assinatura dos termos de cooperação, disse que “a parceria com o governo e o Banco do Brasil dará condições às cooperativas do Sicoob SC de financiarem os agricultores familiares do quadro associativo”. Com isto – acrescentou – “haverá também um aumento significativo na economia do Estado, que conta com um grande número de agricultores aptos a trabalhar com o Pronaf”.

Mas Francisco Greselle destacou que proporcionar incremento à produção não depende apenas dos agentes financeiros, mas de “um conjunto de ações que envolve governos, agricultores, assistência técnica e instituições financeiras”. Acrescentou que é preciso ter garantia de preços mínimos, manutenção correta de cada propriedade, incentivo e agregação de outras culturas, educação rural, planejamento familiar e assistência técnica e extensão rural, entre outros fatores.

Segundo o gerente Comercial do Sicoob Central SC, Luiz Carlos Pizzolo da Silva, “com o convênio temos um estímulo a mais para os agricultores familiares investirem em projetos que ampliam a renda e que estão em harmonia com os planos de desenvolvimento regionais do governo do Estado, já que os projetos devem fazer parte dos programas da Secretaria de Agricultura ou das Secretarias de Desenvolvimento Regionais”.

O Sicoob SC é a segunda instituição financeira do Estado que mais financia a agricultura catarinense. No ano passado foram R$ 377 milhões e o crescimento anual tem sido de 25%, em média.

O secretário da Agricultura e da Pesca, João Rodrigues, anunciou o lançamento do programa Juro Zero, através do qual os agricultores terão acesso até R$ 50 mil, com 100% dos juros subsidiados, para as operações de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Também foi lançado o programa SC Rural (Microbacias III), que terá US$ 189 milhões, além da previsão de implantação de telefonia fixa e internet banda larga nas pequenas propriedades.

O Juro Zero é uma reformulação do Programa Revitalizar e irá disponibilizar R$ 100 milhões em investimentos aos produtores rurais para incentivar a agricultura catarinense. Por meio dele, os agricultores terão acesso a até R$ 50 mil com subsídio de 100% dos juros previstos para operações de crédito dos produtores rurais que se enquadrarem no Pronaf.

Pelo Sicoob SC, além do vice-presidente Francisco Greselle e do secretário Hermes Barbieri, estiveram presentes o presidente do Sicoob Alto Vale, Henrique Backmeier, o presidente do Sicoob Crediaraucária, Elmo Meurer, o gerente Comercial Luiz Carlos Pizzolo da Silva e o supervisor de Análise de Projetos Marcelo Tasca – ambos do Sicoob Central SC.

Fonte: Sicoob Central SC – Assessoria de Imprensa (com informações da Assembleia Legislativa de SC).

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.