Portal do Cooperativismo Financeiro Alemanha: Saiba mais sobre a DGRV – Deutscher Genossenschafts- und Raiffeisenverband e.V. - Portal do Cooperativismo Financeiro

Alemanha: Saiba mais sobre a DGRV – Deutscher Genossenschafts- und Raiffeisenverband e.V.

A DGRV é a confederação nacional do setor cooperativo alemão, equiparada à OCB (Organização das Cooperativas do Brasil). Agrupa todas as 5.600 cooperativas alemãs, nas áreas de agricultura, poupança e crédito, mercadorias e serviços para pequenas indústrias, instituições cooperativas, federações e associações cooperativas regionais e nacionais, assim como as empresas cooperativas especializadas.

Na Alemanha, a sigla “e.V.” ao final do nome de uma empresa significa “sem fins lucrativos”.

A DGRV tem responsabilidade nas seguintes áreas:

  1. Todos os aspectos relativos ao sistema cooperativo em geral (econômicos, jurídicos e fiscais);
  2. Assessoria nos âmbitos da lei de cooperativas, auditoria, capacitação, organização / gestão e processamento de dados;
  3. Cooperação com movimentos cooperativos em outros países, especialmente apoio ao fortalecimento institucional cooperativo, auditoria e capacitação cooperativa, fortalecimento de cooperativas de crédito e microfinanças.

Na Alemanha uma em cada cinco pessoas é associada a uma cooperativa. As cooperativas são abertas a todas as pessoas, desde que o objetivo de seus negócios o permita. Da população de 82 milhões de habitantes, 18 milhões são sócios de cooperativas.

As cooperativas alemãs tem uma tradição exitosa desde o século XIX. Os fundadores, Friedrich Wilhelm Raiffeisen e Hermann Schulze-Delitzsch, criaram as primeiras cooperativas há mais de 160 anos. Deste então, as cooperativas singulares, como organizações locais de auto-ajuda a agricultores e pequenos artesãos, construíram um sistema completo de cooperativas em três níveis (local, regional e nacional). A DGRV foi fundada em 1972, originária da fusão das organizações Raiffeisen e Schulze-Delitzsch.

Na Alemanha as cooperativas tem contribuído de maneira significativa para o desenvolvimento da economia do país, em particular ao fornecimento das áreas rurais. Apesar das mudanças fundamentais na macroeconomia e a globalização em expansão, as cooperativas locais, apoiadas por centros cooperativos regionais, nacionais e um sistema de federações, seguem sendo hoje em dia parte integral do sistema econômico alemão.

 

Federações Cooperativas

Na Alemanhã, a legislação obriga que todas as cooperativas sejam auditadas a cada ano. O mandato de auditoria foi outorgado à DGRV e às federações regionais de auditoria. Desta maneira, as cooperativas estão sujeitas a auditorias estatutárias por parte destas federações. Outra tarefa fundamental das federações é assessorar as cooperativas, em particular no que se refere a gestão de negócios, questões jurídicas e a organização de atividades de capacitação e treinamento.

A nível nacional existem 4 federações orientadas para determinados ramos que se ocupam dos interesses das cooperativas afiliadas (assessoria, coordenação, informação e atividades de governança):

  1. A BVR – Bundesverband der Deutschen Volksbanken und Raiffeinsenbanken e.V. – que é a Associação Federal de Bancos Populares e Bancos Raiffeisen e que responde por interesses de todos os bancos filiados;
  2. A DRV – Deutscher Raiffeinsenverband – que é a Federação Alemã Raiffeisen, atendendo a cooperativas rurais de mercadorias, transformação e serviços;
  3. A ZGV e.V. – Der Mittelstandsverbund – a Federação Central dos Grupos Industriais Integrados, que atende as cooperativas industriais de mercadorias e serviços;
  4. A ZdK – Zentralverband deutscher Konsumgenossenschaften e.V. – a Federação Nacional das Cooperativas de Consumo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.