Sicredi é um dos cases de sucesso no cooperativismo de crédito

Sistema de cooperativas é um dos participantes do Nono Congresso Brasileiro do Cooperativismo de Crédito

Considerada pela revista Exame a terceira Instituição com maior volume de recursos concedidos ao crédito rural em 2011, com R$ 6 bilhões, o Sistema Sicredi é um sistema composto por 113 cooperativas de crédito, integradas horizontal e verticalmente. A integração horizontal representa a rede de unidades de atendimento (mais de 1.182 unidades de atendimento), distribuídas em 10 Estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás) e 905 municípios. No processo de integração vertical, as cooperativas estão organizadas em quatro Cooperativas Centrais, uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo, que controla as empresas específicas que atuam na distribuição de seguros, administração de cartões e de consórcios. O Sicredi é considerado uma das pioneiras cooperativas de crédito do Brasil e participará da nona edição do Congresso Brasileiro do Cooperativismo de Crédito (Concred), que ocorrerá nos dias 21,22 e 23 de agosto, em Nova Petrópolis, a100 km de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Conforme declaração do Presidente Executivo do Sicredi, Ademar Schardong, os números apresentados mostram que houve uma evolução de três posições em relação ao ranking do ano anterior, crescimento de 29%, quando o Sicredi esteve em sexto lugar com R$ 4,681 bilhões emprestados aos produtores rurais. Para ele, a posição do Sicredi entre as maiores e melhores instituições financeiras em crédito rural comprova a força das cooperativas de crédito no mercado financeiro como um sistema mais inclusivo, participativo e justo, atuando como instrumento de organização econômica e fortalecendo a economia das regiões onde atuam. “Por isto foi escolhido como tema do Congresso o papel das cooperativas de crédito na construção de um mundo melhor”, ressalta o executivo.

Em 2011, o Sicredi chegou a R$ 26 bilhões em seus ativos totais, registrando um crescimento de 28,4% em relação a 2010. O patrimônio líquido consolidado cresceu 31,6%, alcançando R$ 3,6 bilhões, além de R$ 16,2 bilhões em depósitos totais, um incremento de 24,7%. O

Sistema também obteve um incremento de 72,1% na geração de sobras, totalizando R$ 518,2 milhões. “O ano passado também foi histórico pela conquista dos 2 milhões de associados, crescimento de 100% em apenas cinco anos”, finaliza Schardong.

Fonte: Confebras

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.