Distribuição geográfica dos associados de cooperativas financeiras

Leitura sugeridaNa obra “Cooperativismo Financeiro: percurso histórico, perspectivas e desafios“, lançada na última semana, durante o Concred em Manaus, os autores Meinen e Port trazem novas estatísticas do cooperativismo financeiro no país.

Em uma destas estatísticas consta a distribuição geográfica dos associados de cooperativas financeiras, demonstrando a origem dos associados por porte de município.

A informação leva em conta a análise realizada, com o apoio dos principais sistemas cooperativos, demonstrando a origem de 5,4 milhões de associados pessoas físicas e 600 mil pessoas jurídicas, em um conjunto de 2.200 municípios brasileiros. Esta amostra representa 85% das 7 milhões de pessoas associadas a cooperativas financeiras.

Onde residem os associados de cooperativas financeiras_Fonte: Fonte: amostragem baseada em dados do Sicoob, Sicredi, Cecred, Confesol e Unicred contemplando 85% dos 7 milhões de associados do país

A análise realizada dá conta que “56% dos associados (pessoas físicas) de cooperativas financeiras do país são oriundos de municípios com população inferior a 50 mil habitantes, sendo que apenas 33% da população reside em tais municípios. Já no outro extremo, em cidades maiores, 42% da população encontra-se em cidades com mais de 250 mil habitantes, mas apenas 23% dos associados são dessas cidades.” Na imagem acima fica evidente a grande concentração de associados em municípios com até 30 mil habitantes, onde residem 46% deles.

Apesar da forte presença do cooperativismo financeiro em pequenas cidades, as análises apresentadas na obra dão conta que ainda existem grandes oportunidades de crescimento em municípios com até 30 mil habitantes, principalmente se todos os estados apresentassem a mesma expressão encontrada no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Nestes estados, por exemplo, em média 36% da população é associada nos municípios com até 15 mil habitantes e 18% da população é associada em municípios com população entre 15 e 30 mil habitantes. A média nacional é de 20,4% e 7,8% respectivamente.

“Se por um lado a população das pequenas cidades apresenta maior aderência ao modelo cooperativo, deve ser destacado o grande número de associados na cidade de Blumenau/SC, onde, dos 330 mil habitantes, 148 mil são associados a uma cooperativa financeira, representando 45% da população, consagrando este como o maior case de sucesso do país em grandes centros urbanos. Outros bons exemplos em cidades maiores, com mais de 100 mil habitantes, são: Chapecó (14% da população associada), Itajaí (14%), Jaraguá do Sul (15%) e Brusque (17%), em Santa Catarina; Toledo (18%), no Paraná; Passo Fundo (11%), Santa Cruz do Sul (13%) e Erechim (19%), no Rio Grande do Sul.”

A obra traz ainda a informação do Banco Central de que “existem associados de instituições financeiras cooperativas em 95,5% dos municípios brasileiros, sendo que 3% da população é associada a alguma cooperativa. É relevante também a informação de que 42% dos associados têm na cooperativa sua única instituição financeira.”

Mais informações acerca do assunto podem ser acessadas entre as páginas 143 e 148 da referida obra que pode ser adquirida através da biblioteca virtual da Confebras (confebras.coop.br), diretamente com os autores ou através do link abaixo.

Para adquirir a obra CLIQUE AQUI.

CLIQUE AQUI para saber mais sobre a obra.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.