Portal do Cooperativismo Financeiro Sicredi espera operar R$ 10,6 bilhões em crédito rural na safra 2016/2017 - Portal do Cooperativismo Financeiro

Sicredi espera operar R$ 10,6 bilhões em crédito rural na safra 2016/2017

sicrediDireção do banco cooperativo não acredita em desaceleração da demanda por financiamentos no setor agropecuário.

Dos mais de R$ 30 bilhões em financiamentos no Sicredi, carteira de crédito rural chega a R$ 14 bilhões.

O Sicredi espera liberar pelo menos R$ 10,6 bilhões em operações de crédito rural com recursos controlados na safra 2016/2017, que começa, oficialmente, em julho. A estimativa é 39,47% maior que o previsto para a temporada atual, de R$ 7,6 bilhões. A diretoria acredita que, mesmo em um ambiente de maior cautela no mercado, haverá demanda pelos financiamentos.

Na safra 2015/2016 (julho de 2015 até abril de 2016), o Sicredi já liberou um montante de R$ 6,6 bilhões. Considerando o ano civil 2016 (janeiro a dezembro), a expectativa é de crescer 15% na carteira de crédito para o setor. Dos mais de R$ 30 bilhões em financiamentos, no geral, a agropecuária responde por pouco mais de R$ 14 bilhões.

“Mesmo em um cenário de cautela do mercado, continuamos aplicando e investindo na captação de funding. O volume vai continuar crescendo. O que pode comprometer é a rentabilidade da carteira, mas eu não acredito em desaceleração”, afirmou o CEO do Sicredi, Edson Nassar, em entrevista a Globo Rural.

Nassar considerou “oportuno” o anúncio do Plano Safra 2016/2017, feito na semana passada pelo governo. No entanto, evitou detalhar expectativas para as diversas linhas de crédito, já que as normativas do Banco Central ainda não foram publicadas. “Teremos que esperar umas duas semanas. O que tem é geral. O número apresentado é de crescimento em várias linhas. A gente tem indicativos de que no Pronaf isso vai acontecer”, disse Nassar.

De acordo com o Ministério da Agricultura (Mapa), o Plano Safra da agricultura empresarial deve ter R$ 202,88 bilhões, com taxas de juros de 8,5% a 12,75% ao ano. Para a agricultura familiar, devem ser R$ 30 bilhões, com taxa de 2,5% ao ano, conforme o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

“O ponto negativo foi o incremento das taxas de juros, mas o produtor não vai deixar de financiar”, avaliou Jaime Basso, presidente da cooperativa Sicredi Vale do Piquiri ABCD, que atua no Paraná e São Paulo e tem sede no município paranaense de Palotina, no oeste do Estado, com forte produção de grãos.

A incerteza está na demanda de crédito para investimentos. O financiamento de máquinas agrícolas está entre os que têm perspectiva negativa. De outro lado, devem crescer os recursos para infraestrutura para diversificar a produção. “Tem muitos projetos que estão em expansão e outros em fase de início. Nas máquinas o pessoal aproveitou bem as condições nos últimos anos”, disse Basso.

Grande centros

Os executivos do Sicredi fizeram as declarações, nesta segunda-feira (9/5), em São Paulo, onde a instituição inaugurou sua primeira agência na Avenida Paulista. A unidade de atendimento, com 780 metros quadrados, recebeu investimentos de R$ 5 milhões. O local, que tem 30 funcionários, é administrado pelo Sicredi Vale do Piquiri ABCD. O objetivo é de expandir a atuação nos grandes centros urbanos.

“A vinda para a Paulista é uma referência de que o sistema cooperativo está atuando em âmbito nacional com uma estratégia de longo prazo”, disse Nassar. Ele explicou ainda que a agência é a primeira de um novo modelo que está em estruturação e será implantado a partir de 2017. Marca também o lançamento da nova marca da cooperativa. Neste ano, apenas os novos pontos de atendimento já estarão no formato definido pela nova estratégia.

Atualmente, o Sicredi Vale do Piquiri ABCD tem 110 agências em São Paulo. O presidente, Jaime Basso, afirma que a expectativa é ampliar a rede em 20% no Estado. A expansão da cooperativa paranaense para o mercado paulista vem ocorrendo desde 2013, favorecida por mudanças na legislação do setor.

Fonte: http://revistagloborural.globo.com

1 Comentário em Sicredi espera operar R$ 10,6 bilhões em crédito rural na safra 2016/2017

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.