Portal do Cooperativismo Financeiro Bento Venturim assume presidência do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito - Portal do Cooperativismo Financeiro

Bento Venturim assume presidência do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito

Bento Venturim assume presidência FGCoop maio_2016O presidente do Sicoob ES, Bento Venturim, tomou posse nesta terça–feira (31) como presidente do Conselho de Administração do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop), com mandato até 2019. Leo Aírton Trombka, representante do sistema Unicred, é o vice-presidente do colegiado. A eleição dos dirigentes e de outros dez integrantes – todos reeleitos – foi realizada no dia 29 de março último e aprovada na semana passada (dia 24) pela Diretoria Colegiada do Banco Central do Brasil.

“Manteremos o FGCoop como instrumento de reforço da confiabilidade na solidez do segmento”, afirma o novo presidente. O fundo, destaca, promove segurança para que o número de associados cresça. Ao mesmo tempo, estimula as pessoas a fazerem depósitos e aplicações nas cooperativas, o que fortalece as instituições.

Nesta entrevista, Venturim ressalta a importância do fundo, que representa os interesses de todas as cooperativas de crédito do Brasil que captam depósitos.

Como funciona o FGCoop?

O Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito, criado há dois anos, é semelhante ao instrumento de proteção adotado pelos bancos comerciais, ou seja, um mecanismo de preservação do patrimônio financeiro dos correntistas, poupadores e investidores que permite a cobertura dos depósitos ou dos créditos mantidos em instituição financeira em caso de falência, insolvência ou liquidação extrajudicial. O valor garantido por CPF ou por CNPJ (R$ 250 mil) também é o mesmo.

Quais as prioridades da atual gestão?

Vamos continuar a promover uma instituição que responda às necessidades das cooperativas e dos associados. Atualmente, além de assegurar os depósitos dos associados, realizamos atividades de monitoramento das cooperativas, exercendo efetivamente o papel de promotor da estabilidade e do crescimento do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC).

O Fundo foi criado para assegurar a saúde financeira e a credibilidade do setor, e vamos zelar, junto com os demais conselheiros, para que ele continue desempenhando esta função tão bem como vem fazendo até agora. Para isso, será essencial atuar com transparência e eficácia no monitoramento e na gestão de riscos. Vamos aprimorar ainda mais os métodos e buscar mais proximidade com as cooperativas para alcançar resultados sempre melhores.

Como as cooperativas são representadas pelo FGCoop?

O FGCoop é a única instituição que congrega em seu Conselho de Administração representantes de todo o SNCC. É necessário destacar a relevância do colegiado em função da existência de mais de mil cooperativas de crédito em funcionamento no Brasil, com aproximadamente 5,4 mil pontos de atendimento. Estão associadas ao FGCoop 848 cooperativas captadoras de depósitos.

Quantas vezes o FGCoop já foi acionado?

Nunca houve necessidade de os recursos do FGCoop serem usados para o socorro de depositantes de cooperativas de crédito em dois anos de operações, o que indica que o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo é estável. Os associados confiam nas nossas instituições porque as cooperativas estão sólidas e sem problema de liquidez.

E o Fundo Garantidor tem contribuído ativamente para reduzir os riscos inerentes à gestão dos recursos de milhões de brasileiros que movimentam seus negócios nas cooperativas.

Como as cooperativas de crédito podem atuar neste período de crise?

Expandindo a oferta de serviços financeiros, nesse período de retração do setor bancário. Produtos que nossas instituições disponibilizam, como cartões de crédito, consórcios, previdência e seguros atendem muito bem os associados, em função dos custos baixos em relação ao mercado. O crescimento das cooperativas nos últimos anos revela que elas têm conseguido manter um relacionamento próximo e personalizado com os associados. Por isso, podem atender suas necessidades a contento, pois conhecem a realidade de cada um.

Alguns números do setor

– 8,4 milhões de brasileiros são associados a cooperativas de crédito.

– R$ 83,6 bilhões – Total de depósitos feitos por pessoas físicas e jurídicas nos bancos cooperativos e nas cooperativas de crédito brasileiras em dezembro de 2015 (22,2% a mais do que em 2014). – As cooperativas de crédito têm, juntas, a maior rede de atendimento financeiro do Brasil: 5.432 pontos.

– R$ 158,7 milhões – Total de receitas do FGCoop em dezembro de 2015. – R$ 375,9 milhões – Patrimônio social acumulado pelo FGCoop em 31/12/15.

Sobre Bento Venturim 

Advogado e empresário do agronegócio de 68 anos nascido em Conceição do Castelo (ES), começou a atuar no cooperativismo como dirigente em 1980.

É certificado pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) como conselheiro de administração de cooperativas de crédito.

Integra o Conselho Consultivo Nacional do Ramo Crédito da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

Além do FGCoop, preside o Sicoob ES, o Sicoob Norte (cooperativa de livre admissão sediada no município capixaba de São Gabriel da Palha) e o Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Café (Cetcaf), também com atuação no Espírito Santo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.