Portal do Cooperativismo Financeiro 1° Congresso Latinoamericano de Microcrédito ocorreu na Argentina - Portal do Cooperativismo Financeiro

1° Congresso Latinoamericano de Microcrédito ocorreu na Argentina

Microcrédito, responsabilidade ambiental e soberania alimentar foram as principais questões tratadas no 1° Congresso Latinoamericano de Microcrédito Cerca de 2 mil participantes, que representaram 1.500 organizações de 10 países, estiveram reunidos entre 16 e 19 de novembro em Buenos Aires, na Argentina, para participar do 1° Congresso Latinoamericano de Microcrédito. Organizado pelo Programa Nacional de Microcrédito do Ministério do Desenvolvimento Social da Nação Argentina, o encontro proporcionou a socialização de experiências através de 140 expositores, entre eles o Sistema de Cooperativas de Crédito Rural com Interação Solidária (Cresol Central SC/RS) que foi representado pelo Diretor Presidente, Egon Gabriel Junior.

No encontro os participantes socializaram experiências para dispor microcrédito, mas ao mesmo tempo evocou-se uma preocupação com relação à preservação ambiental – em especial pela terra e água –, e a distribuição de microcrédito de forma coletiva.
   
A Ministra do Desenvolvimento Social da Nação, Alicia Kirchner, ressaltou que é preciso a América Latina unir-se mais porque os países integrantes são bons produtores de alimentos, mas por falta de integração de pesquisas acabam exportando a produção para ser industrializada e após importam com valores altos.

Egon Gabriel Junior descreve que um dos pontos apontados no encontro foi que cada entidade avalie a sua produção e a forma de comercialização. “É fundamental que avalie-se o que vamos produzir, como, com qual tecnologia e para que consumidor será o destino”. Ele descreve que foi consenso dos participantes que é preciso ter uma visão social, de preservação e de pensar nas ações coletivas para crescimento da instituição e de toda a sociedade.
   
Através da exposição das experiências Cresol, foi notório que somos bem vistos e que outros países estão interessados na nossa tecnologia de trabalho. Mesmo havendo restrições por não haver políticas públicas nestes países, a Cresol é apontada como exemplo de uma importante moeda de desenvolvimento social”, finaliza Gabriel Junior.

 Fonte: Cresol

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.