Expressão Mundial » Cooperativas de Crédito na França

A França é hoje o país do mundo em que as instituições financeiras cooperativas apresentam maior participação no mercado financeiro. Através do Credit Agricole (23% de participação de mercado), Credit Mutuel (15%) e do BPCE (Banques Populaires e Grupo Caisse d’Epargne (22%)) a participação de mercado das Sociedades Cooperativas atinge 60%.

CoopCred_Franca_2013

O Credit Agricole, maior instituição financeira cooperativa do mundo foi fundado em 1897 e é um dos 10 maiores bancos do mundo em volume de ativos, com atuação em 3 países: França, Itália e Grécia.

Estima-se que na França 73% das agências bancárias pertençam aos grupos cooperativos e o número total de clientes (pessoas singulares e coletivas) dos grupos bancários cooperativos da França é superior ao número de habitantes do país. Isto ocorre porque muitos clientes têm múltiplas contas e porque também há operações internacionais.

De uma parceria do Grupo Caisse d’Epargne com o Banques Populaires surgiu o Banco Natixis que é atualmente o 2º maior banco francês, atuando em 68 países através de 22,6 mil funcionários.

CREDIT AGRICOLE
Site: http://www.credit-agricole.fr/

logo_CreditAgricoleO Crédit Agricole, maior banco francês, é também a maior instituição financeira cooperativa do mundo, tendo sido fundado em 1894 a partir de uma lei que criou bancos cooperativos locais, como solução para o problema de crédito dos agricultores. Daí a origem do nome Crédit Agricole, ou crédito agrícola. Em 1935, reagindo às dificuldades enfrentadas por algumas cooperativas, diante da crise de 1930, foi criado o fundo garantidor de depósitos. Durante a reconstrução da França no pós-guerra, o Crédit Agricole foi um grande agente de financiamento, o que fomentou seu crescimento nos anos seguintes.

O Crédit Agricole é uma organização de três níveis: 2.512 caisses locales, 38 caisses regionales (bancos cooperativos regionais) e o Banco Crédit Agricole S.A. Por meio da SAS Rue La Boétie (holding do grupo), os bancos regionais detêm 50% de participação no Banco Crédit Agricole S.A., instituição listada na Bolsa de Paris (Euronext Paris) e que atua como centralizadora financeira para o grupo. O Banco Crédit Agricole S.A. atua em mais de 70 países.

Os números apresentados na tabela 3.06 refletem o tamanho do Crédit Agricole na França, não estando incluídas as operações internacionais do Grupo Crédit Agricole. Quando considerados os dados mundiais, tem-se (base dez/2013): ativos de US$ 2,344 trilhões, empréstimos de US$ 1,133 trilhão, 11.300 agências e 49 milhões de clientes. A grande força do Crédit Agricole está no meio rural, onde se concentra a maior parte de seus pontos de atendimento. Em linhas gerais a penetração do Crédit Agricole nos diferentes públicos da França é a seguinte: 9 de cada 10 agricultores; 1 de cada 3 pessoas físicas; e 1 de cada 2 empresas são clientes.

Anualmente, os associados das caisses locales elegem os 32.000 dirigentes que integram a governança do Crédit Agricole. Também na linha da governança existe a Federação Nacional Crédit Agricole (FNCA), uma espécie de parlamento das caisses regionales.

CREDIT MUTUEL

logo_CreditMutuelA história do Crédit Mutuel iniciou-se em 1847, sob a liderança de Friedrich Wilhelm Raiffeisen, com o objetivo de combater a miséria no meio rural. Apesar disso, a primeira Caisse du Crédit Mutuel foi criada apenas em 1882. Atualmente, a Confederação Nacional Crédit Mutuel é formada por 18 federações regionais, constituídas por 2.129 caisses locales. A estrutura é descentralizada, existindo decisões locais, regionais e nacionais.

Ainda hoje, a organização está fortemente fundamentada nos princípios de Raiffeisen, entre os quais se destaca o fato de que os administradores (dirigentes eleitos) são voluntários, ou seja, não remunerados, e também o de que os resultados não são distribuídos aos sócios, mas reinvestidos no próprio negócio. Desde 1992, o Crédit Mutuel está autorizado a realizar operações de crédito com não-associados, o que representou um grande marco de crescimento para o negócio. Em 1998, com a estratégia de diversificação dos negócios, foi adquirido o Banco CIC, especializado em pessoas jurídicas. Já em 2008, a partir de um projeto de internacionalização do negócio e foco no crédito ao consumo, foram adquiridas as operações do Citibank na Alemanha.

Corporativamente, o conjunto das caixas locais (cooperativas) ligadas ao Crédit Mutuel detém cerca de 15% do mercado agrícola, em especial pela capilaridade da rede de atendimento, que viabiliza a prestação de serviços bancários em localidades muito pequenas. Inserido dentro do grupo formado pelo francês Crédit Mutuel, CIC (Crédit Industriel et Commercial) e Banque CIC (Suisse), e tendo uma empresa-mãe com uma forte rede internacional, o Crédit Mutuel denomina-se como o parceiro ideal para estrangeiros e para a realização de complexas operações bancárias. Enquanto o Crédit Mutuel tem sua atuação no meio rural, o Banque CIC atua com o público urbano.

Estruturalmente, o Crédit Mutuel assemelha-se muito aos sistemas cooperativos brasileiros, cabendo às cooperativas a efetiva realização dos serviços de natureza bancária, além do relacionamento com os associados. Às organizações de 2º e 3º graus cabem as funções de administração em escala dos recursos, desenvolvimento de produtos e serviços, TI, expansão, auditoria e controles, formação e desenvolvimento de pessoas e representação institucional.

BPCE – Banques Populaires et des Caisses d’Epargne

Site: http://www.bpce.fr

O BPCE surgiu no ano de 2009, durante a Crise Financeira Mundial, e é originário da fusão de Groupe Banques Populaires (BPG) e das Caisses d´Epargne18. O BPCE é a 2ª maior instituição financeira cooperativa do mundo, e é o 18º maior banco global em volume de ativos.

Em sua origem, as 17 Caisses d’Epargne (compostas por 230 Sociétes Locales d´Epargne) tinham como objetivo atender a pessoas físicas, sendo que no ano de 1818 o banco de poupança foi fundado em Paris para promover a captação e gestão de poupança das pessoas em geral. No início, as Caisses d’Epargne eram instituições privadas convencionais e, em 1999, transformaram-se em banco cooperativo.

Os Banques Populaires, em número de 19 bancos regionais, surgiram em 1878, fundados por empresários, e tinham como objetivo atender a pessoas jurídicas, reunindo fundos para financiar seus próprios projetos. Tornaram-se importantes players na economia da sua região, abrindo a movimentação para pessoas físicas em 1962. Em sua estrutura, existem também dois bancos nacionais: Casden Banque Populaire e o Crédit Coopératif.

Q_NATIXIS_10CMA aproximação entre os Banques Populaires e as Caisses d´Epargne se iniciou em 2006, com a criação da subsidiária Natixis, com o objetivo de integrar as redes de atendimento dos dois sistemas. O Natixis atua em cerca de 70 países e no Brasil opera no mercado segurador por meio da Coface (Compagnie Française d´Assurance pour le Commerce Extérieur), que ocupa uma reconhecida posição de liderança mundial em gerenciamento e soluções de crédito, atendendo no mundo a mais de 120 mil empresas de todos os portes, além de atuar junto a 45% dos 500 maiores grupos corporativos globais. Em julho de 2009, após o Natixis ter apresentado expressivas perdas com o escândalo de Bernard Madoff, os dois grupos fizeram a fusão de seus órgãos centrais, surgindo assim o segundo maior grupo bancário francês.

5 Comentários

  1. recebi uma proposta para ser rentista do banco popular
    gostaria de saber se é licito a captação de pessoas para fazer aportes financeiros e se é protejido por lei

  2. BOA TARDE RECEBI UMA PROPSTA DE EMPRESTIMO DE UMA PESSOA QUE DIZ TRABALHAR NESSE BANCO E QUE FAZ EMPRESTIMO COM VARIOS ANOS PARA SER PAGO E VERDADEIRO ISSO a pessoa se chama BERNA DILARA

  3. boa noite recebi um credito do credit mutuel e foi aprovado quero saber se e real onde podemos averiguar

    magno raffa

  4. Recebi uma proposta desse Banco Só que estão me pedindo R$1500 para depositar pra poder da continuidade no processo de empréstimo preciso que vcs me de uma posição pois acho que se trata de fraudes

  5. Recebí uma proposta só bque pedem 2000 para seguro, é real ou é fraude.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*