Rabobank poderá demitir até 3,5 mil funcionários na Holanda

O banco cooperativo Rabobank, maior banco da Holanda, decidiu reduzir até 3,5 mil postos de trabalho para fazer face ao aumento dos impostos e do reforço dos rácios de capital exigido pelos reguladores. O objetivo de redução de pessoal é para cumprir nos próximos quatro anos.

O objetivo do Rabobank é reduzir a seu quadro entre 5% e 10% e a meta de redução de pessoal é para cumprir até 2016, segundo a Bloomberg.

O banco holandês quer reduzir os seus custos operacionais anuais de 4,5 bilhões para 4 bilhões de euros, segundo disse o porta-voz do banco, Hendrik Jan Eijpe, à Bloomberg. Sem levar a cabo o plano de redução de custos, as despesas anuais iriam “aumentar para cinco mil milhões de euros”, disse.

O banco antecipa que 2013 e 2014 não serão anos “particularmente promissores”, devido ao lento crescimento dos ativos, ao aumento das exigências dos reguladores para a banca e impostos sobre a banca holandesa.

O Governo da Holanda aprovou um imposto extraordinário de 600 milhões de euros para 2013. A decisão fez parte de um acordo com a oposição para aprovar um pacote de austeridade e ao Rabobank vai caber o pagamento de 188 milhões de euros.

“Queremos manter a nossa posição de solidez”, disse o porta-voz do banco que foi um dos seis bancos europeus a ter o “rating” da sua dívida cortado em dois níveis pela Moody’s para “Aa2”.

Fonte: jornaldenegocios.pt

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.