Portal do Cooperativismo Financeiro Para Sicredi “MT é a cereja do bolo” - Portal do Cooperativismo Financeiro

Para Sicredi “MT é a cereja do bolo”

Sistema destaca performance local como diferencial em meio à retração da economia nacional e anuncia que quer ampliar suas transações. O agronegócio com foco na agricultura é o ponto de partida e de chegada para realização das metas do Sicredi

O presidente-executivo do Sistema Sicredi, Ademar Schardong, classifica a economia mato-grossense e o desempenho do cooperativismo de crédito no Estado como destaques que se contrapõem ao quadro de retração dos principais indicadores brasileiros, como o Produto Interno Bruto (PIB) e a inflação. A avaliação do mercado financeiro regional foi feita pelo executivo ontem, em Cuiabá, durante o 1º Encontro Interestadual de Conselheiros do Sicredi em Mato Grosso, Pará e Rondônia. A instituição financeira de crédito, líder na modalidade em Mato Grosso, reúne nove cooperativas na região, 300 mil associados e R$ 5,3 bilhões em ativos.

“Mato Grosso é de fato hoje, tanto para o Sistema Sicredi, como para o mercado financeiro global, a cereja do bolo. É um Estado de potencial fantástico, alavancado pelo agronegócio, com uma capacidade de geração de riquezas incomensurável. Não por acaso, queremos ampliar nosso market share (posição no segmento de cooperativas) na região”, declara Schardong.

Atualmente, um quinto de toda a movimentação do sistema financeiro, em Mato Grosso, passa por cooperativas da bandeira Sicredi. Em praças como Lucas do Rio Verde, médio norte do Estado, a participação de mercado chega a patamares de 70% a 80%. O desempenho é impulsionado pela expansão da adesão de associados às cooperativas no Centro-Oeste e Norte do país. Dados da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB/MT) apontam que um terço de todo o dinheiro que circula no Estado advém de operações feitas por cooperativas de crédito.

Embalado pelas comemorações dos 25 anos de trajetória no Estado, o Sicredi sinaliza para metas ainda mais ousadas. De acordo com executivos do sistema, o foco da instituição é responder, sozinha, por 30% da movimentação financeira do Estado.

“Estamos falando de algo para 2020 ou um futuro mais distante, mas de algo que é absolutamente possível. Nossa referência maior são países como Alemanha e Canadá, onde o cooperativismo de crédito é ainda mais forte. O Brasil e Mato Grosso já aprenderam que o caminho da cooperação financeira é sustentável econômico e socialmente. Estamos entusiasmados, sem perder o foco no trabalho e no atendimento diferenciado ao associado”, ressalta o presidente da Central Sicredi MT/PA/RO, João Carlos Spenthof. O executivo regional chama à atenção para indicadores positivos como o patrimônio líquido da instituição em Mato Grosso, que atingiu a marca histórica de R$ 1 bilhão no primeiro trimestre de 2014.

Fonte: Diário de Cuiabá

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.