Portal do Cooperativismo Financeiro Sicoob ES anuncia ingresso no crédito imobiliário - Portal do Cooperativismo Financeiro

Sicoob ES anuncia ingresso no crédito imobiliário

Foto coletiva SicoobO Sicoob ES vai ingressar no ramo de crédito imobiliário a partir de maio próximo, disponibilizando inicialmente um volume de R$ 30 milhões para financiar imóveis novos ou usados avaliados em até R$ 800 mil.

O anúncio foi feito pelo presidente estadual da instituição financeira cooperativa, Bento Venturim, durante coletiva de imprensa, nesta terça-feira (7), em que foram apresentados os resultados do exercício finalizado em 31 de dezembro último.

Sicoob ES registra aumento de R$ 253,4 milhões na carteira de crédito em 2016.

O Sicoob ES registrou, em 2016, alta de 7,9% em sua carteira de crédito em relação ao exercício anterior. O período foi encerrado com o montante de R$ 3,5 bilhões, o que representa um aumento de R$ 253,4 milhões frente a 2015.

O volume de depósitos foi o indicador que mais avançou durante o ano, chegando a R$ 2,9 bilhões, uma elevação de 28,5%. Nos depósitos à vista, a expansão foi de 18%, e nos depósitos a prazo, houve crescimento de 32%.

Para o presidente do Sicoob ES, Bento Venturim, esse dado comprova o aumento do número de pessoas que acreditam na instituição: “A ampliação do volume de recursos que os associados confiam à instituição financeira cooperativa demonstra a consolidação do Sicoob ES como alternativa segura e viável”, destaca.

O Sicoob ES conquistou 28,6 mil novos sócios em 2016 e concluiu o exercício com 205,8 mil cooperados. Houve cerca de 2,4 mil adesões por mês, entre pessoas físicas e jurídicas, um aumento de 16,6% em relação a 2015.

Crédito rural

A instituição exerceu papel relevante no apoio aos produtores impactados pela situação hídrica e econômica do Estado em 2016, encerrando o ano com a carteira de crédito rural em R$ 801,5 milhões. O valor ficou 1,2% menor do que o de 2015 devido às renegociações das dívidas provenientes dessa modalidade, acima da casa dos R$ 151,2 milhões.

Bento Venturim enfatiza o empenho da cooperativa no restabelecimento do agronegócio capixaba: “O Sicoob vem buscando aumentar o volume de recursos para repassar ao setor e para melhorar as condições de pagamento dos empréstimos já realizados”.

Receita de serviços

Nailson Dalla Bernadina, diretor-executivo do Sicoob ES, afirma que a receita de serviços, incluindo os consórcios e os seguros, teve aumento de 20%. Já as despesas administrativas foram mantidas no mesmo patamar da inflação do período (6,5%).

As sobras brutas fecharam o ano em R$ 209,9 milhões, valor 13,6% menor do que no exercício anterior. O ambiente econômico e a crise hídrica influenciaram o resultado, impactando a capacidade de pagamento de muitos associados detentores de operações de crédito.

Dos R$ 209,9 milhões em sobras (lucro), R$ 140,5 milhões serão distribuídos aos associados. Desse total, R$ 90,4 milhões são referentes ao pagamento dos juros sobre o capital social, realizado em 30 de dezembro último. Outros R$ 50,1 milhões serão colocados à disposição dos sócios nas assembleias de prestação de contas, realizadas até 26 de abril. O restante é destinado ao fundo de reserva e ao Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (Fates).

Eficiência

A austeridade nos gastos é outro aspecto a se destacar. O Índice de Eficiência Administrativa (IEA) do Sicoob ES no final de 2016 foi de 31,65%, o que significa uma melhoria de 3,2 pontos percentuais em relação ao exercício de 2015. Ou seja, a cada R$ 100 de receita, o Sicoob gastou R$ 31,65 com custos administrativos.

A poupança passou para R$ 531,7 milhões, uma elevação de R$ 50,9 milhões em relação ao resultado de 2015. O patrimônio líquido alcançou a cifra de R$ 1,2 bilhão, registrando uma elevação de R$ 18,1%. O capital social passou para R$ 735,2 milhões, 24,1% a mais do que os R$ 592,2 milhões alcançados no último exercício.

O ano foi encerrado com o montante de R$ 5,1 bilhões de ativos (bens e direitos com valor comercial ou de troca), alta de 18,1% sobre 2015.

Crescimento e competitividade

“Neste ano, pretendemos manter o ritmo de crescimento, sustentando taxas competitivas. Também é nossa meta continuar apoiando, com a liberação de crédito e outros serviços, os empreendimentos que demonstram viabilidade econômica”, ressalta Bernadina.

O diretor afirma que o Sicoob ES tem condições de oferecer um custo menor do que o do mercado. A taxa média mensal de juros da carteira de crédito praticada em 2016 foi de 2,09% a. m., contra 3,67% a. m. do Sistema Financeiro no Espírito Santo.

Postos de trabalho

Em movimento contrário à tendência do País, o Sicoob ES elevou em 7% a sua equipe, contando com 1.151 funcionários no fechamento do exercício. Além disso, a instituição financeira cooperativa aumentou em 10% o seu quadro de empregos indiretos, alcançando 372 estagiários, aprendizes e profissionais terceirizados.

Expansão: 10 novas agências em 2016

Em 2016, na Região Metropolitana da Grande Vitória foram abertas agências em Vila Velha (Centro), na Serra (Jardim Limoeiro), em Cariacica (Itacibá) e em Guarapari (Aeroporto). Além disso, Viana recebeu o primeiro ponto de atendimento do Sicoob no município, no bairro Parque Industrial. No Sul do Estado, foi inaugurada uma agência no distrito de Piaçu, em Muniz Freire.

O Sicoob ES ampliou sua operação com mais quatro agências no Rio de Janeiro, em Campos dos Goytacazes, Itaperuna e em São Francisco de Itabapoana (Centro e Travessão da Barra).

As cooperativas do Sicoob realizaram obras de modernização e de ampliação nos pontos de atendimento localizados em Santa Teresa, Santa Maria de Jetibá, Ecoporanga, Laginha (distrito de Pancas) e Enseada do Suá (Vitória).

Tecnologia: 85% do atendimento por meios eletrônicos

O investimento constante em soluções tecnológicas propicia a expansão de canais de atendimento eficazes que ajudam os associados (pessoas físicas e empresas) a fazerem a maioria de suas operações pelo celular, pelo computador ou por caixas automáticos. De acordo com o diretor-executivo do Sicoob ES, Nailson Dalla Bernadina, no ano passado 35,8% de todas as transações foram realizadas pelo celular. Quando consideradas as operações feitas nos caixas eletrônicos e pela internet, esse percentual sobe para 85%.

A autenticação por meio da impressão digital em vez de senha e o uso do leitor de código de barras para pagamento de contas são algumas das facilidades disponibilizadas para os associados. “Poder imprimir extratos e comprovantes diretamente do celular é outro conforto”, destaca Nailson Dalla Bernadina, ressaltando que o atendimento móvel permite a realização de cem transações, como consulta de saldo e de extrato, transferências, contratação de empréstimos e pagamentos.

Sicoob ES começa a atuar no ramo de crédito imobiliário

O Sicoob ES vai ingressar no ramo de crédito imobiliário a partir de maio próximo, disponibilizando inicialmente um volume de R$ 30 milhões para financiar imóveis novos ou usados avaliados em até R$ 800 mil. O prazo para pagamento será de até 360 meses (30 anos).

Para o presidente da instituição financeira cooperativa, Bento Venturim, além do prazo facilitado, um grande atrativo da linha é o percentual do valor do imóvel que pode ser financiado — que chega a 80% para os novos ou usados.

Nailson Dalla Bernadina, diretor-executivo da instituição, destaca a possibilidade de uso do FGTS como entrada ou na amortização do saldo devedor ou de parcelas. A taxa efetiva de juros ao ano será de 10,86% + TR (Taxa Referencial). Visando a adotar um crédito consciente limite de comprometimento mensal da renda familiar foi estabelecido em até 30%.

Segundo Bernadina, o crédito estará disponível para os associados à instituição financeira cooperativa a partir do dia 2 de maio próximo, em todas as agências do Sicoob ES no Espírito Santo e no Rio de Janeiro. Serão contemplados pela nova linha imóveis residenciais ou de lazer localizados em área urbana com infraestrutura (transporte, água, saneamento, comércio e vias urbanas) e com valorização imobiliária.

Mais sobre o Sicoob

O Sicoob é o maior sistema cooperativo de crédito do País. Aberto a empresas e a pessoas físicas, trabalha com produtos e serviços tipicamente bancários, com custos menores do que os do mercado. Os associados, que são donos do negócio, participam dos resultados e dispõem de tecnologia que facilita a movimentação. Além disso, têm a mesma segurança que os clientes de bancos comerciais, pois a instituição garante cobertura de R$ 250 mil por cliente.

Com operação no Espírito Santo e no Rio de Janeiro, o Sicoob ES tem 205 mil associados. São oito as cooperativas filiadas: Norte, Leste Capixaba, Centro-Serrano, Sul-Serrano, Sul, Sul-Litorâneo, Sicoob Credirochas e Sicoob Credestiva. O sistema atua em todo o Brasil, com 2,5 mil unidades, e atende 3,6 milhões de associados.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*

WordPress spam blocked by CleanTalk.