Presidente da OCB participa de encontro cooperativo dos países de língua portuguesa

O presidente da OCB, Márcio Lopes de Freitas, está em Porto Alegre (RS), participando do 9º Encontro Cooperativo dos Países de Língua Portuguesa, que teve início nesta quarta-feira (6/10). O evento, que é promovido pela OCB, Ocergs e pela Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa (OCPLP), acontece até sexta-feira (8/10), na sede da Escoop, Av. Berlin 449, na capital gaúcha.

Estão presentes no evento cerca de 50 representantes de cooperativas singulares, centrais, federações e organizações representativas da Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Guiné Bissau, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. O Encontro conta ainda com a presença do presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergilio Perius, e do secretário executivo da OCPLP, Eduardo Graça. “Mais do que a língua, o que nos une é o cooperativismo”, declarou Perius.

A manhã do primeiro dia foi dedicada à recepção dos visitantes e abertura do evento, momento em que foi assinado um termo de cooperação entre o Sistema Ocergs-Sescoop/RS e a OCPLP. Perius e Graça assinaram um convênio de pesquisa e intercâmbio de professores e alunos de países cooperativos de língua portuguesa, estreitando, assim, os laços entre as nações. “Precisamos nos internacionalizar”, afirmou Freitas, testemunha da assinatura do documento. “Então, que o primeiro passo seja dado onde falamos a mesma língua. Como organização de representação institucional, o Sistema OCB não pretende fechar negócios comerciais neste Encontro, e sim abrir portas para que as cooperativas busquem oportunidades”, explicou o presidente da OCB.

O público assistiu ainda à palestra do presidente executivo do Banco Cooperativo Sicredi, Ademar Schardong, sobre a conjuntura econômica internacional e as oportunidades para as cooperativas.

O Brasil na OCPLP – Para Eduardo Graça, o cooperativismo brasileiro ocupa um espaço de grande relevância na OCLPL. “Por ser um país emergente, que se firma cada vez mais no cenário internacional, por ser uma potência em nível global e por ter um movimento cooperativista pugente e em fase de reforma, com um grande futuro a sua frente”, justificou o secretário executivo da Organização dos Países de Língua Portuguesa. Ele pediu ao Sistema OCB uma participação ativa na OCPLP e defendeu o fortalecimento da entidade através do uso de tecnologias de informação. “Nisso temos uma imensa vantagem: apesar dos sotaques, falamos a mesma língua”. E finalizou lembrando que a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou 2012 o Ano das Cooperativas no Mundo, momento que o cooperativismo deve aproveitar para se firmar em âmbito internacional.

O Encontro – O Encontro Cooperativo dos Países de Língua Portuguesa é realizado a cada dois anos. A última edição, em 2008, foi em Lisboa, Portugal, durante a ICA Expo World Co-operatives Exhibition (Exposição Mundial de Cooperativas), organizada pela Internacional Cooperative Alliance (Aliança Cooperativa Internacional).

No período da tarde, os participantes apresentaram o cooperativismo de seus respectivos países, apontando as principais características, dificuldades e planos.

Programação: Na 5ª feira (7/10), a programação terá a apresentação de programas cooperativistas de sucesso no Brasil, como A União Faz a Vida, do Sicredi, e a Faculdade de Tecnologia do Cooperativismo (Escoop), do Sescoop/RS. Na 6ª feira, (8/10) o grupo visitará Nova Petrópolis, a Capital Nacional do Cooperativismo, quando conhecerá a Sicredi Pioneira RS e a Cooperativa Piá.

Representando o governo do Rio Grande do Sul, o secretário de Relações Institucionais, Pedro Feiten, disse ser uma honra receber os países no estado, “reunindo ideias com foco no futuro”. (

Fonte: OCB – Com informações da Ocergs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*