O relacionamento entre as pessoas é um dos grandes diferenciais de uma cooperativa, por Márcio Port

 

O cooperativismo é um estilo de vida, organizado através da união das pessoas em torno de objetivos comuns. As cooperativas seguem princípios e valores únicos, percebidos pelas mais de 1 bilhão de pessoas associadas a elas.

Recentemente, em 2012, a ONU reconheceu que “cooperativas constroem um mundo melhor”, estando comprovado que, entre outros aspectos, o cooperativismo gera: desenvolvimento local, equidade, empreendedorismo, manutenção de empregos, riqueza, inclusão social, desenvolvimento de lideranças, integração e organização social. O cooperativismo demonstra na prática que as pessoas podem viver conjuntamente, baseados na ajuda mútua, sem renunciar a sua individualidade, a propriedade privada e às características pessoais e naturais de cada um.

Uma cooperativa é uma empresa local, com sede na própria região, cujas decisões são tomadas em assembleia, com a presença de grande número de associados (em que outro lugar isto ocorre nos dias de hoje?), que elegem dentre si pessoas para fazer a administração/gestão estratégica da cooperativa, fortalecendo assim os vínculos de relacionamento, confiança e transparência entre si, tudo isto com o objetivo de obter melhores produtos ou serviços para si próprios. A lógica de uma cooperativa é “fazer nós mesmos, com melhor qualidade, proximidade e, se possível, com preços justos/adequados, aquilo que outro faria para nós com o objetivo de lucrar às nossas custas”.

Vários são os benefícios gerados por uma cooperativa, mas os mais percebidos pelas pessoas que com ela operam são os vínculos de relacionamento e a proximidade existente entre as pessoas, aspectos estes que tanto fazem falta no mundo em que vivemos.

Como seria nosso planeta se todos adotassem o cooperativismo como estilo de vida? Com certeza seria um mundo melhor.
——

Por Márcio Port, Vice-Presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste, co-autor dos livros “Cooperativismo de Crédito, ontem, hoje e amanhã” e “Cooperativismo Financeiro, percurso histórico, perspectivas e desafios”.

5 Comentários

  1. Concordo plenamente Marcio! Relacionamento é tudo. Estreitar este relacionamento entre os sócios é o desafio para o futuro.

  2. Ricardo, acrescentaria mais em dizer que transformar toda esta teoria em pratica é o nosso grande desafio quando se administra as vaidades humanas envolvidas no processo.

    1. Bom,colaboração e a associação de pessoas ou grupos com os mesmos interesses, a fim de obter vantagens comuns em suas atividades econômicas,
      O cooperativista tem por fundamento o progresso social da cooperação e do auxílio mútuo segundo o qual aqueles que se encontram na mesma situação…

  3. Bom,colaboração e a associação de pessoas ou grupos com os mesmos interesses, a fim de obter vantagens comuns em suas atividades econômicas,
    O cooperativista tem por fundamento o progresso social da cooperação e do auxílio mútuo segundo o qual aqueles que se encontram na mesma situação…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*