Sicoob destina R$ 1 bilhão em crédito para o Show Rural Coopavel 2018

De 5 a 9 de fevereiro, acontece em Cascavel (PR) a edição especial de 30 anos do Show Rural Coopavel, evento que abre oficialmente o calendário nacional de feiras especializadas em agronegócio.

O Sicoob, maior sistema cooperativo financeiro do país, estará presente no evento pelo sétimo ano consecutivo, oferecendo produtos e serviços com condições especiais para atender o produtor rural nas diversas fases de seu empreendimento. Para esta edição, o Sicoob disponibiliza R$ 1 bilhão para financiamentos no agronegócio durante a feira, um incremento de mais de 40% em relação ao ano anterior.

Os recursos oferecidos pelo Sicoob estão disponíveis para os pequenos, médios e grandes produtores, cooperativas de produção e agroindústrias, podendo atender custeio, investimento e comercialização da safra.

InvestFeira – Além das opções convencionais de crédito, durante o Show Rural 2018 o produtor rural poderá contar também com o Sicoob InvestFeira, uma linha exclusiva com taxas e prazos diferenciados para o evento que, como diferencial, permite o financiamento de qualquer produto comercializado na feira.

Sou Rural – Durante os cinco dias de feira, equipes de colaboradores do Sicoob estarão envolvidas no atendimento aos visitantes no stand da instituição e também nos parceiros de negócios. Neste ano, o espaço e as ações de marketing desenvolvidas para o evento têm o tema “Sou Rural”, que remete ao orgulho de ser do campo e de se trabalhar com a terra.

O stand do Sicoob no Show Rural Coopavel ficará localizado entre as ruas 3 e 4, no setor de bancos e cooperativas de crédito, como nas edições anteriores.

1 Comentário em Sicoob destina R$ 1 bilhão em crédito para o Show Rural Coopavel 2018

  1. Sugiro que os Sistemas Cooperativos e a Febraban exerçam o pleno direito que têm de trabalhar junto com a bancada ruralista para abaixar o percentual do IOF incidente sobre os empréstimos, que foi elevado pelo Presidente Lula, por ocasião da extinção da CPMF, aprovada pelo Congresso Nacional. Foi uma “represália” pela extinção de um imposto, cria-se um imposto novo ou aumenta-se um imposto já existente. Com a queda da inflação e a queda dos juros o percentual de 0,38% tornou-se insupotavel a quem precisa de capital para tocar seus negócios. Abracem essa causa. Levem o problema para as autoridades, principalmente para a bancada ruralista. Sou bancário aposentado, tenho 78 anos, mas sei da dificuldade de ser empresário no Brasil. Amo o BRASIL. A hora é agora. Por favor não deixem esse assunto morrer aqui. Obrigado.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*