Cooperativismo amplo, geral e irrestrito, por Luis Claudio G. F. Silva

A capacidade que distinguiu e fez o homo sapiens se destacar como o ser vivo mais eficiente do planeta foi a cooperação. Somos capazes de cooperar entre si de uma maneira tão abrangente e extraordinária que nenhum outro ser vivo, nem mesmo formigas e abelhas – exemplos de cooperação – conseguem nos acompanhar. Por conta desses atributos, desde os primórdios os seres humanos se destacaram e há milhares de anos são soberanos neste mundo.

Há quem imagine que os humanos são superiores por conta de sua elevada inteligência, mas QI elevado sem a capacidade inata de cooperação não nos levaria a lugar algum. A humanidade não teria qualquer chance de êxito, mesmo com inteligência superior, diante da força e precisão de predadores muito mais habilidosos e preparados para se destacar na vida selvagem.
Lobos, por exemplo, são altamente eficientes na caça por saberem trabalhar de maneira cooperada. Mas lobos possuem uma capacidade limitada de cooperação mútua. Não conseguem cooperar entre os bandos nem tampouco em uma escala global. Já os humanos superaram todos os demais animais neste quesito, com a tecnologia romperam todos os limites, e hoje são capazes de cooperação massiva entre milhares de pessoas ao redor de todo o mundo.

A cooperação, portanto, contribuiu para o êxito da humanidade. E vai contribuir cada vez mais. Quanto mais cooperarmos entre si, maiores serão nossas chances de êxitos, inclusive, para solucionarmos problemas criados por nós mesmos. Se o mundo precisa agora ser mais sustentável, o caminho mais correto e rápido para se chegar a isso é, inexoravelmente, por meio da cooperação.

Sabemos, há milênios, que não existe vitória solitária. A evolução só é possível com a cooperação. E nós, de MundoCoop, trabalhamos ininterruptamente neste sentido. Nosso objetivo é disseminar, compartilhar, divulgar e, sobretudo, cooperar para que o cooperativismo seja compreendido e assimilado pelo maior número possível de pessoas. Entendemos que a cultura cooperativista deve ser propalada e estar ao alcance de todos. E sabemos, por longa experiência, afinal estamos há quase vinte anos cobrindo este setor, que ainda há muitas dúvidas sobre as cooperativas no Brasil. Na Europa, por exemplo, o conceito está há séculos arraigado e valorizado, aqui, por questões culturais e, também, políticas, as cooperativas ainda esbarram em preconceitos por conta da falta de conhecimento das pessoas em geral.

Mas não há outra chance de êxito social e econômico no Brasil sem cooperação ampla, geral e irrestrita entre as pessoas. Exatamente por isso que MundoCoop, mais do que uma mídia especializada neste setor, assume a responsabilidade de reverberar a cultura cooperativista para todos os brasileiros. Vamos atuar em todas as plataformas de mídias com a revista, com fortalecimento de nosso canal no Youtube – em breve com a MundoCoop TV -, com forte atuação nas redes sociais, realizando palestras, fóruns de discussões e participando ativamente de grandes eventos nos mais variados setores.

Estamos arregaçando as mangas para mostrar aos brasileiros o que a raça humana já compreendeu desde seus primórdios: sem cooperação estaremos fadados à extinção!

Luis Claudio G. F. Silva é Diretor da MundoCoop, palestrante, consultor e cooperativista.

1 Comentário em Cooperativismo amplo, geral e irrestrito, por Luis Claudio G. F. Silva

  1. O princípio cooperativista é a cooperação plena. Havendo um engajamento pleno de todos com certeza seremos uma grande força. Infelizmente ainda em nosso meio existe muito o “toma lá da cá”. Enquanto houver pessoas inseridas no cooperativismo com estes pensamentos e muitas das vezes essas pessoas são os que comandam e determinam as diretrizes das cooperativas, estaremos fadados ao descaso e falta de reconhecimento aqueles que praticam a verdadeira governança.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*