Sicredi deve investir R$50 milhões em MG para abrir 50 agências

Dentro de um planejamento que prevê presença em todos os estados do País, o Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi), com sede no Rio Grande do Sul, reforçou este ano sua expansão em Minas Gerais. O sistema deve implantar, até 2020, 50 agências em Minas, com investimento previsto de R$ 50 milhões e geração de 400 empregos. No total, já são 11 agências em funcionamento, sendo que esse número deve chegar a 20 até o final deste ano. O vice-presidente do Sicredi, Márcio Port esteve em Belo Horizonte e informou que, mesmo após o ano que vem, a intenção do grupo é que sejam criadas em Minas, por ano, cerca de 20 agências.

A última inauguração aconteceu em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, na segunda-feira, (27/05/19). Na capital mineira, a previsão é que sejam abertas duas agências até o final deste ano, sendo que uma delas na avenida Getúlio Vargas, na Savassi, região Centro-Sul, deve estar funcionando até julho. A projeção dos valores de empréstimos a serem ofertados pelo Sicredi em Minas até 2020 ainda não foi fechado, o que só deve ocorrer em outubro.

Em Minas, este ano, o Sicredi inaugurou em Pimenta, Boa Esperança, Alfenas, Itajubá, Andradas, Conselheiro Lafaiete e Uberlândia. Em 2018 já tinham sido abertas unidades em Lavras, que conta com duas agências, Ingaí e Luminárias. Além de Belo Horizonte, as próximas cidade a contarem com o sistema devem ser Piumhi, Pato de Minas, Santa Rita do Sapucaí, Itabirito e Sete Lagoas.

Port explica que o atual momento de lenta recuperação da economia não impede a expansão do Sicredi, que vem priorizando a atuação em cidades onde há lacunas de oferta de serviços pelo sistema financeiro convencional. Segundo ele, tanto as incertezas econômicas, quanto o avanço tecnológico tem levado bancos a reduzirem agências. Esse cenário acaba gerando oportunidade de atuação para as cooperativas.

Além disso, a expansão das cooperativas está dentro do contexto nacional e vem sendo amparada pelo Banco Central, que tem entre suas pautas a desconcentração do sistema financeiro. Márcio Port explica que, atualmente, o cooperativismo de crédito ocupa cerca de 6% do total de serviços financeiros do País, havendo amplo espaço para ampliação. Ele cita que na França, por exemplo, esse índice chega a 60%.

As cooperativas de crédito vinculadas ao Sicredi são de livre admissão, ou seja, são abertas a qualquer pessoa física e pessoa jurídica, principalmente micro, pequenas e médias empresas. O sistema oferece produtos como seguros, consórcios, crédito rural, crédito imobiliário, poupança, fundos e investimentos. Nesse modelo, os clientes são sócios que participam das decisões e resultados.

A cooperativa vem avançando nas novas tecnologias, oferecendo a alternativa de atendimento online. Além disso, mesmo quem mora em cidades onde não há agência Sicredi pode ser cliente da cooperativa por meio do aplicativo Woop. A plataforma conta com 39 mil clientes em todo o País, sendo 1.862 em Minas. Os saques podem ser feitos em caixas 24 horas.

Rural e urbano – Considerada a primeira instituição financeira cooperativa do Brasil, o Sicredi foi criado há 117anos, ligado à agricultura familiar. A vocação para o agronegócio foi mantida: da carteira de crédito do Sicredi, cerca de 50% são para empréstimos rurais e a outra metade vai para produtos de perfil urbano.

O Sicredi é um sistema formado por 114 cooperativas e está presente em 22 estados e no Distrito Federal, contando com 4 milhões de associados. Em 201 cidades, o Sicredi é a punica instituição financeira presente. Entre os municípios atendidos, 87% têm menos de 100 mil habitantes.

Em 2018, a carteira de crédito chegou a R$ 56,1 bilhões, valor 27,7% superior ao de 2017. O resultado líquido atingiu R$2,7 bilhões no ano passado, com crescimento de 15% em relação a 2017 (R$ 2,38 bilhões). Os resultados distribuídos aos associados em 2018 foram da ordem de R$ 916 milhões. O patrimônio líquido e de R$16 bilhões.

Fonte : diariodocomercio.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*