Os desafios e oportunidades do cooperativismo de crédito do país foram debatidos em Criciúma (SC)

Paulo Sérgio Neves de Souza, diretor de fiscalização do Banco Central do Brasil, abordou o tema para 300 dirigentes do Ailos. Assuntos como protagonismo, inovação e criatividade nortearam o evento que aconteceu na última quinta (22) e sexta-feira (23). Rogério Chér e Martha Gabriel também estiveram presentes

Líderes de cooperativas de crédito de mais de 70 municípios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná estiveram reunidos na quinta (22) e sexta-feira (23), em Criciúma (SC) para a ampliação e troca de conhecimentos. O Seminário de Dirigentes do Ailos, que esteve em sua quinta edição, é um evento itinerante que acontece a cada dois anos em cidades onde as cooperativas que fazem parte do sistema atuam. Protagonismo, Conexão e Inovação em Alto e Bom Som foi o tema escolhido para ser explanado a aproximadamente 300 convidados. Um dos pontos altos do encontro foi a exposição de abertura ministrada pelo diretor de fiscalização do Banco Central do Brasil, Paulo Sérgio Neves de Souza. Ele apresentou os desafios e oportunidades do cooperativismo de crédito no país.

Na ocasião, Souza, que atua na instituição desde 1998, traçou um panorama do Sistema Financeiro Nacional (SFN) dos últimos 10 anos e apresentou metas para serem realizadas até 2022. Entre elas, a maior participação das cooperativas no crédito, que deve passar de 8% para 20%, e o crescimento de 24% para 40% no crédito dos cooperados no Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), além do aumento no quadro associativo de pessoas com renda de até 10 salários mínimos. “Levar para os municípios os valores do cooperativismo, a educação, o relacionamento e o interesse pelo crescimento das comunidades é o grande diferencial dessas instituições para o sistema financeiro tradicional”, enfatizou.

Protagonismo

Mostrar que todos são autores e fazedores das suas próprias histórias foram alguns dos objetivos do evento. Além de evidenciar esse protagonismo, conforme o diretor executivo da Central Ailos, Ivo Bracht, o encontro amplia e direciona o olhar dos líderes para o futuro. “São as estratégias, a troca de informações e o conhecimento trazido pelas palestras inspiradoras que motivam as boas e novas práticas”, disse.

Carlos Alberto Júlio, CEO da Digital House e colunista da rádio CBN, envolveu os presentes com uma exposição dinâmica e interativa sobre o protagonismo. Para ele, não existe competência mais importante de um bom gestor do que a sua capacidade de tomar decisões e de aprender com os erros. “Você não pode esperar resultados diferentes se faz tudo igual”, destacou.

Liderança e inovação

O autor do best-seller Empreendedorismo na veia, um aprendizado constante, Rogério Chér, disse que o verdadeiro líder deve estar comprometido com algo muito maior do que consigo mesmo. “É a emoção que faz a gente tomar decisões e é por isso que precisamos estar engajados com aquilo que nos faça sentir energizados e comprometidos”, enfatizou. Para ele, coração, mente e espírito devem andar juntos e questiona: “toda a empresa precisa de um algo a mais, além das tarefas do trabalho. Com que frequência as pessoas que atuam com você se sentem fortemente entusiasmadas e apaixonadas?”.

Por fim, Martha Gabriel, referência em marketing digital, levou para os gestores reflexões sobre a inovação e a criatividade nesta nova era. Segundo ela, a tecnologia é essencial, mas não adianta ela existir se as pessoas não souberem utilizá-la. Martha acredita que até 2060 os robôs farão tudo o que o ser humano hoje faz. “Algum dia esse momento chegará. E até lá o que podemos fazer para termos os melhores resultados?”, indaga. “As máquinas são ótimas para respostas, humanos para perguntas. O problema é que não fomos educados a questionar”, complementa. Para acompanhar as transformações constantes é importante se antecipar e não apenas reagir. “Mude antes que seja preciso”, sugere.

Ivo Bracht ressaltou que o conhecimento adquirido nos dois dias de seminário trouxeram ideias que serão utilizadas no dia a dia de trabalho. “Vamos sair daqui muito mais fortes e preparados, tanto como líderes, quanto como cooperativas e respondendo a expectativa da nossa sociedade”, finalizou.

Sobre o Ailos
Constituído em 2002, o Ailos é um Sistema de Cooperativas de Crédito e conta com mais de 780 mil cooperados, uma Cooperativa Central, 13 cooperativas singulares, mais de 200 postos de atendimento e R$ 7,9 bilhões em ativos. Com atuação nos três estados do Sul do país, possui mais de 3 mil colaboradores. As cooperativas singulares que compõem o Ailos são: Acentra, Acredicoop, Civia, Credcrea, Credelesc, Credicomin, Credifoz, Crevisc, Evolua, Transpocred, Únilos, Viacredi e Viacredi Alto Vale.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.




*