Reinventar o amanhã: Perspectivas para o melhor futuro, por Rodrigo Ulian Borges

“Neste momento, uma estratégia que pode fazer a diferença é aprender a desaprender, para então aprender novamente.”

Em meio a uma crise inédita e de proporções ainda desconhecidas, fazer projeções e conjecturas do futuro é cada vez mais difícil e arriscado. Com uma situação social, econômica e de saúde sem precedentes, qualquer posicionamento deve ser razoável e cuidadoso. Ainda assim, é possível traçar cenários e estimativas de impactos, assim como perspectivas que podem colaborar com o posicionamento de empresas, profissionais e a sociedade como um todo. Se há algo que é possível afirmar, é que nada será como antes e que o momento que vivemos, nossas escolhas e preocupações atuais, serão definitivas para o futuro que nos espera.

Hoje podemos reinventar um amanhã otimista, com a reavaliação de nossas prioridades, diretrizes e expectativas. Este novo posicionamento pode dizer respeito desde nosso relacionamento interpessoal e relações sociais até na gestão de novas formas de trabalho, relações com clientes, colaboradores e parceiros. Neste momento, uma estratégia que pode fazer a diferença é a do escritor norte-americano Alvin Toffler: aprender a desaprender, para então aprender novamente. Em tempos de crise, empresas e profissionais buscam a primeira porta visível como única saída e solução. Há de se ter calma e cautela, ainda mais por estarmos em um momento que nos cobra pressa. Devemos revisitar planejamentos, reavaliar cenários, adquirir novas informações e construir perspectivas. Cada um deve fazer a sua parte: atitude e protagonismo na essência são indispensáveis.

Falar sobre calma e cautela não caracteriza lentidão – não podemos parar. Quando consideramos um momento de crise, a crise já está instaurada. Se paramos e ficamos imobilizados, jamais sairemos dela. Quem está se movimentando neste momento aposta na reinvenção, que é o grande elemento da mudança. O parar tem que se alterar para o transformar. Neste momento a palavra de ordem é serenidade – uma mistura de tranquilidade e paciência que permite estar longe da inércia para a tomada de decisões assertivas, exatas.

Estas foram características essenciais para o sucesso no modelo de trabalho da Unicred RS frente à pandemia: a cooperativa se movimentou conjuntamente em diferentes frentes para ajudar a todos. Atuamos fortemente para apoiar nossos colaboradores, cooperados e parceiros com esclarecimentos e informações seguras, com agilidade nas interpretações de decretos e posicionamentos sempre apoiados por nosso departamento jurídico. Nos tornamos ágeis nos direcionamentos com informações múltiplas vindo de todas as frentes, com a construção de pareceres técnicos com base em nosso planejamento. Ativamos ações sobre gestão de crise, análise de contingências, estudos de impacto, implementação de novos cenários e diversos alinhamentos para a melhor gestão de pessoas e na aplicação do home office.

Realizamos o maior movimento de trabalho home office já efetivado dentro do sistema Unicred RS, sem perder o contato com o cooperado e cooperativas, apoiando integralmente as regiões com conteúdo e materiais para facilitar todos os processos de nossos colaboradores – com lives, treinamentos e outras ações. Assumimos alguns riscos calculados, mas o processo foi muito satisfatório, uma vez que todos nossos colaboradores se dedicaram conjuntamente com a proposta e os cuidados em prol da saúde de todos. Apesar de todos os desafios, fizemos em dez horas o que, em outras circunstâncias, pode-se levar meses para conquistar: implementar um sistema home office com sinergia entre colaboradores, gestores, tecnologia e produtividade.

Em tempos de crise, como é de praxe para nossas cooperativas, nos reinventamos. Por conta do isolamento social, realizamos a primeira assembleia geral ordinária virtual do sistema no Brasil, na cidade de Casca, onde nasceu a Unicred RS. Criamos a campanha “Coopera Contra o Vírus” para arrecadar e oferecer doações para hospitais, projeto de ação social que ainda se desdobra em todo o Estado por meio do Instituto Unicred RS. Nossos principais produtos já estavam em plataformas online para facilitar o contato de cooperados, porém facilitamos apps e modelos de atendimento para melhorar ainda mais a experiência do usuário.

Ao perceber esta evolução constante e rápida, acredito que nada mais será como antes. Essas experiências ficarão registradas para a grande maioria das pessoas. Assim, chegamos à construção e compreensão de novos hábitos, responsabilidades e, até mesmo, novos valores. Passar por algo tão grave em vários aspectos fará com que tenhamos que tomar decisões difíceis e isso mudará o futuro na forma que projetamos o amanhã. Quando falamos que temos que tirar da crise as oportunidades, fazemos uso de um lugar-comum que não é muito positivo, mas a reinvenção necessária em todos os aspectos, assim como suas resoluções, pode sim nos oferecer bons resultados. O futuro poderá ser melhor, mas ele depende das atitudes e decisões tomadas hoje.

Neste ideal que ultrapassa quaisquer planejamentos, na ausência de um manual para lidar com uma crise sem precedentes, podemos criar possibilidades para ultrapassar este momento da melhor maneira possível – apoiados pelo modelo cooperativista, no qual, na coletividade, teremos este apoio necessário para, juntos, prosperarmos.

Rodrigo Ulian Borges, diretor geral da Unicred Central RS, é graduado em Administração de Empresas com habilitação em Comércio Exterior, pós-graduado em Finanças Empresariais e também em Finanças, Investimentos e Banking, com mestrado em Direção Estratégica na Universidade Leon da Espanha. Possui formações nacionais e internacionais em algumas das principais instituições executivas do mundo: HEC Montréal, Harvard, IBGC, Fundação Dom Cabral, Akademie Deutscher Genossenschaften (ADG Alemanha), entre outras.

Sobre a Unicred RS
A Unicred é uma instituição financeira cooperativa que atua no âmbito financeiro, concedendo empréstimos, financiamentos, aplicações financeiras, seguros, previdência e cartões aos seus cooperados por meio de uma gestão participativa, democrática e transparente. O Sistema Unicred RS possui 12 cooperativas e 71 pontos de atendimento que representam 62,6 mil cooperados, R$ 4,1 bilhões de ativos e 2,4 bilhões na carteira de crédito. Para mais informações, acesse www.unicred.com.br/centralrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*