Inclusão feminina: 75% do quadro da Unicred é composto por mulheres

Cooperativismo propicia a igualdade de gênero e valoriza as lideranças femininas.

Historicamente, o segmento e instituições financeiras sempre foram vistos como ambientes masculinos, principalmente nos cargos de chefia. Ainda há um longo caminho a ser percorrido pelo mercado a fim de equiparar realidades e oportunidades, mas no Sistema Unicred, uma trajetória de conquistas já começou a ser trilhada.

Há 25 anos, a Diretora de Riscos e Compliance, Silvana Agostini, iniciava a sua jornada profissional na Central Unicred SC/PR. “Eu entrei como contadora da cooperativa que ainda era muito pequena, mas já naquela época as mulheres estavam presentes na base e na linha de frente, no relacionamento com os cooperados. A presença feminina era maior que 50%”, relembra a Diretora.

A filosofia cooperativista não promove ações que buscam um diferencial ou até mesmo uma disputa de gêneros dentro do Sistema. “É uma questão cultural, o machismo existe, mesmo que de uma forma velada na nossa sociedade, mas tecnicamente nós mulheres evoluímos muito, e assim conseguimos ir para debates e defender nossas opiniões em reuniões de diretoria ou conselho de igual para igual”, avalia Silvana Agostini, que ainda complementa: “Acho que a mulher precisa ter esse protagonismo. A nossa grande batalha não é para que as mulheres tenham mais ou menos posições, mas sim que se consiga trazer profissionais com visões e vivencias diferentes para o centro. Eu estou muito realizada como executiva dentro do Sistema Unicred, pois aqui consegui fazer minha carreira e ser mãe, tendo toda atenção e cuidado possível, o que é fundamental no cooperativismo.”

Unicred SCPR vai preparar lideranças femininas

Hoje, 75% do quadro da Central SC/PR é feminino, em praticamente todas as áreas: atendimento, gerência, executivo e conselho. A Coordenadora de Gestão de Pessoas, Adriana Marciano conta que está em fase de estruturação, uma área de OQS – Organização do Quadro Social e Política de Sucessão, com o objetivo de preparar lideranças femininas para Diretoria e Conselho.

“Ainda temos um longo caminho para percorrer, pois, embora sejamos a maioria em posições de Gestão e Técnicas, temos espaços para conquistar na Diretoria Executiva e Estratégica. Atualmente temos apenas três mulheres que ocupam posições na Diretoria Executiva.

Nas 72 agências que integram a Central SC/PR, 22 são lideradas por gerentes femininas. E 10 mulheres fazem parte do Conselho de Administração e Fiscal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*