Cooperativas abrem 251 Postos de Atendimento nos últimos 5 anos no RS

A democratização do acesso ao crédito e serviços bancários configura um cenário de desafio para o Sistema Financeiro Nacional (SFN), principalmente em municípios mais pobres e isolados, com prevalência de população rural. Nos últimos cinco anos, as instituições financeiras cooperativas ampliaram em 41,23% a sua rede através dos postos de atendimento cooperativo (PACs) no Brasil. No Rio Grande do Sul, a expansão foi de 27,16% no mesmo período, com o incremento de 251 novos postos de atendimento cooperativo.

Fonte: BACEN (2021)

Fonte: BACEN (2021)

Inclusão Financeira e Social

As cooperativas de Crédito se colocam como agentes potenciais de bancarização e atendimento às necessidades da população brasileira. Segundo o Banco Central do Brasil, até dezembro de 2021 existiam 390 municípios sem agências bancárias, postos de atendimento ou postos de atendimento eletrônico. O indicador demonstra que 243 municípios ficaram sem unidades de atendimento presenciais desde 2012, o que representa um incremento de 165,31%. Diante desse cenário, as coops atuam como instrumento de inclusão financeira e social, pois em muitos municípios do Brasil elas são a única opção de acesso ao crédito e serviços bancários.

Fechamento de Agências no Brasil

Enquanto que as cooperativas seguem com abertura de novos postos de atendimento cooperativo, as agências de bancos registram o fenômeno oposto, com a redução contínua de unidades desde 2013. Nos últimos oito anos, 522 municípios brasileiros ficaram sem agência bancária, o que indica uma diminuição de 14,16%. Atualmente, 2.425 cidades brasileiras não possuem agências, o que representa 43,54% da totalidade de municípios em território nacional.

Coops são a única opção de acesso ao crédito e serviços bancários em 72 municípios gaúchos

A expansão do sistema financeiro e de crédito é fundamental para o desenvolvimento econômico e social dos municípios brasileiros. No Rio Grande do Sul, as instituições financeiras cooperativas atuam como instrumento de inclusão financeira e social, sendo a única opção de acesso ao crédito e serviços bancários em 72 munícipios gaúchos.

As coops estão presentes em municípios mais pobres e isolados, com prevalência de população rural, onde nenhuma outra instituição financeira possui rede de atendimento. De acordo com os dados do Banco Central (data-base novembro de 2021), as cooperativas de Crédito possuem postos de atendimento em 475 municípios do Estado, o que representa mais de 95% do total de cidades.

Confira aqui a matéria completa que preparamos sobre o cenário das cooperativas de Crédito no Rio Grande do Sul.

Expressão do Cooperativismo Gaúcho 2021

Quer saber mais sobre o ramo Crédito, o desempenho do setor e os números que confirmam a posição de destaque do cooperativismo no Rio Grande do Sul? Então, acesse a Expressão do Cooperativismo Gaúcho 2021 (ano-base 2020) e tenha em mãos o levantamento completo dos indicadores de desempenho dos ramos do cooperativismo gaúcho.

Fonte: sescooprs.coop.br

Compartilhe a notícia:
5k
fb-share-icon15000
20
Pin Share20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.