Cresol investe em boas práticas de gestão e busca oferecer ambientes favoráveis para o desenvolvimento das mulheres

Ocupando desde cargos mais operacionais a funções estratégicas, a presença feminina representa cerca de 60% do quadro geral de colaboradores da Cresol

Com 27 anos de história, presente em 17 estados e contando com cerca de 700 agências e mais de 720 mil cooperados, a Cresol é atualmente uma das principais cooperativas financeiras do país. Por operar no modelo cooperativo a instituição já tem em suas raízes alguns valores que estão muito centrados na figura humana, o que explica o relacionamento próximo que procura manter com seu quadro de associados. Mas o que vale ressaltar é que o trabalho de valorização começa dentro de casa, com a Cresol buscando adotar boas práticas, visando oferecer um ambiente de trabalho mais humanizado e diversificado.

Na última semana a Cooperativa Financeira realizou um evento interno destinado aos colaboradores que atuam na Gestão de Pessoas, o “Humanizar – fortalece, integra e compartilha”. O encontro que contou com a participação do presidente da confederação, Cledir Magri, do vice-presidente, Adriano Michelon, e do diretor executivo da Central Cresol Sicoper, Jonas Klein, em dois dias de atividades, teve em sua programação dicas de boas práticas, workshop sobre “segurança psicológica”, além da abordagem de temas como: RH Estratégico e Diversidade.

“As pessoas são o que temos de mais importante em toda e qualquer instituição, independente de qual seja a área de atuação. E para a Cresol, em especial, a governança participativa onde todas as partes interessadas têm voz e vez é primordial. Promover ações como esta é importante tanto para compartilhar experiências, quanto para disseminar boas práticas para tornar o nosso ambiente de trabalho mais acolhedor”, avalia o presidente Cledir Magri.

Dados do GBR – Guia dos Bancos Responsáveis, que avaliou os nove maiores bancos do país, mostrou que apenas em três deles as mulheres são maioria entre os funcionários. Na Cresol o cenário é diferente, entre os seus mais de 6.400 colaboradores, 60% são mulheres. Elas estão em todos os níveis hierárquicos, operação, estratégia e liderança.

O vice-presidente da Cresol Confederação, Adriano Michelon, também falou sobre a presença de mulheres em cargos de liderança. “A 21Cresol está em uma busca constante pela equidade de gênero, principalmente quando falamos de cargos de liderança, e nós já demos um passo importante em uma de nossas instâncias que possui 39% de mulheres nesses cargos, enquanto a média de mercado no Brasil é de apenas 31%”.

O presidente Cledir lembra, ainda, que a presença feminina na Cresol é muito forte e vai além do quadro de colaboradores. “Elas também estão representadas entre os cooperados, sendo que só em 2021 tivemos um aumento de 49,7% (comparado a 2020) da presença das mulheres em nossa carteira total, totalizando um montante de R$ 2,07 bilhões. Mais do que contar com a participação das mulheres na instituição é preciso cultivar ambientes saudáveis, que permitam o seu desenvolvimento e sucesso profissional”, conclui.

Compartilhe a notícia:
5k
fb-share-icon15000
20
Pin Share20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.