R$ 1 tri de prosperidade até 2027

Presidente do Sistema OCB lança desafio para o movimento cooperativista brasileiro

“Que tal trabalharmos para dar ao Brasil R$ 1 trilhão de prosperidade. Vamos juntos nessa?” A pergunta, feita pelo presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, instiga as cooperativas de todo o Brasil a alcançar esta meta em até cinco anos, ou seja, 2027. Além disso, atingir no mesmo prazo o número de 30 milhões de cooperados. “O coop já mostrou sua capacidade de superar desafios, priorizar as pessoas e preservar o meio ambiente. O Brasil precisa de gente e nós cuidamos de gente. Sabemos ser competitivos sem abrir mão dos nossos princípios e valores”, acrescentou o presidente durante a palestra Como construir o coop do futuro, apresentada nesta quarta-feira (24) no encerramento da Semana de Competitividade.

Para o presidente, a capacidade do movimento cooperativista em gerar desenvolvimento e prosperidade para todos a sua volta precisa ser cada vez mais valorizado, conhecido e reconhecido pela sociedade. “Como cada centavo gerado dentro de uma cooperativa se transforma em qualidade de vida, vamos gerar novas oportunidades para o povo brasileiro. Estas oportunidades aparecem na forma de trabalho, renda, programas de inovação, cursos, projetos sociais, ações de sustentabilidade e investimentos diretos na melhoria das comunidades onde atuamos. É a nossa hora de mostrar que o nosso jeito de fazer negócios gera mais que números, traz prosperidade”, assegurou.

Ainda segundo ele, o objetivo de movimentar R$ 1 trilhão até 2027 é totalmente plausível. “Não estamos muito distantes disso. Em 2021, as cooperativas movimentaram quase R$ 525 bilhões. Em um cenário arrojado chegaríamos nesta meta logo em 2024, mas como somos pé no chão, no formato moderado, até 2027 alcançaremos a meta”.

O presidente informou que o Sistema OCB pretende apoiar o crescimento do movimento por meio de suas Unidades Estaduais com estratégia unificada e com diretrizes capazes de balizar o desenvolvimento do movimento de maneira integrada, respeitando a diversidade de cada cooperativa. “As especificidades, características, sotaques de cada região e de cada cooperativa será considerado nessa caminhada. A estratégia unificada é importante, no entanto, para crescermos e nos fortalecermos juntos. O apoio das Unidades Estaduais nesse processo é fundamental”, declarou.

Márcio Lopes lembrou que ainda há a necessidade de construção de um ambiente regulatório que contribua ainda mais para alavancar o movimento, bem como a de disponibilizar uma série de programas com foco em monitoramento, performance e resultados. “As ações da OCB já estão focadas nessa direção”, acrescentou.

“Temos o Identidade, o Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC), as plataformas CapacitaCoop, NegóciosCoop, InovaCoop e, agora, conforme divulgado na abertura da nossa Semana de Competitividade, o ESGCoop. Começamos hoje a construir esse futuro para comemorar os resultados em até cinco anos”, complementou, ao convidar os presentes para acompanhar a divulgação de vídeo da campanha pelo BRC 1 tri, Brasil Mais Cooperativo 1 trilhão de prosperidade.

Confira: https://www.youtube.com/watch?v=-iUqn6vlXYU

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.